Aprender a surfar: doloroso às vezes, muitas vezes embaraçoso, sempre divertido.

Aprender a surfar é uma experiência enriquecedora. Vai empurrar-te até os teus limites, fazer questionar-te as tuas capacidades atléticas, para depois, recompensar as tuas lutas com momentos fugazes de puro êxtase.
Cesar Alvarez
Cesar Alvarez

17-10-19

Surf nomad

Roaming the globe with a surfboard and a laptop, crafting digital stories that ride the wave of surfing culture.

Aprender a surfar é uma experiência enriquecedora.

Vai empurrar-te até os teus limites, fazer questionar-te as tuas capacidades atléticas, para depois, recompensar as tuas lutas com momentos fugazes de puro êxtase.

Mas aprender a surfar também pode ser um exercício de controle da dor e humilhação. Pode doer, magoar e deixar-te a perguntar se vale a pena ou não o esforço.

Não deixes que isso te pare.

Eu ensinei surf na Austrália, onde consegui que a minha namorada passasse de neófito inexperiente a guerreiro das ondas com segurança em si mesma.

Isto é particularmente pungente, uma vez que como uma Semmelknödel austríaca, a maior parte da sua infância foi passada andando pela floresta e caminhadas nas montanhas. Portanto, o oceano e as suas diversas nuances eram parcialmente desconhecidas para ela quando começamos, o que significa que tive que ensiná-lo desde zero.

Agora posso sentar-me e escrever com orgulho que depois de algumas aulas, é capaz de levantar-se, apanhar uma onda e chegar à costa.

Sendo justo, isto deve-se mais à sua persistência do que aos meus métodos de ensino estelares. De qualquer forma, vê-la passar pelos altos e baixos de aprender a surfar mostrou-me que todos podem fazê-lo sempre que tiverem uma atitude apropriada.

Se estás a pensar fazer uma reserva num surf camp, tentar a tua sorte de ter aulas de surf ou alugar uma prancha nas suas próximas férias no exterior, há uma série de coisas que deves saber.

 

Aprender a surfar é uma lição de humildade

Se conseguires te esforçar e levantar-te da primeira vez que tentas surfar, está s ser bom contigo. Mas normalmente, na maioria dos casos, a "experiência de aprender a surfar" será uma lição de humildade.

Espera passar a maior parte do tempo na água, perdendo a estabilidade e dando voltas impiedosamente na área do impacto.

Em casos extremos, deixarás a água com uma nova cicatriz ou hematoma.

Mesmo se tudo correr conforme o planeado, ainda podes acabar com mais areia no traje do que se estivesses deitado na areia.

Sim, aprender a surfar pode ser bastante vergonhoso, não deves toda a gente beneficiar-se de um pouco de humildade de tempos em tempos?

 

Surfar dói, mas vale a pena

O surf pode ser doloroso, especialmente quando está a começar.

Isto ocorre principalmente porque tentas controlar um objeto grande, duro e pesado num ambiente turbulento e mutável, que às vezes se torna perigoso.

O melhor é aceitar os inchaços e contusões como parte do processo.

Vale a pena a longo prazo, então quanto melhor o fizeres, menos te sentirás como o saco de porrada da Mãe Natureza depois de cada aula.

 

A mãe natureza não se preocupa por ti

Podes amaldiçoar o oceano tanto quanto quiseres quando estiver a aprender a surfar, mas os teus sentimentos não importam para a Mãe Natureza.

É certo que ela não é má, mas tem o mau hábito de punir aqueles que inocentemente acreditam que podem superá-la.

De fato, quanto mais tentas e vasi contra a corrente, forçando a máquina, mais exposto estarás à humilhação.

Flui com a corrente e tenta encontrar o ponto feliz se as coisas se complicarem. No processo, pouparás muito stresse e energia.

 

As terríveis criaturas do mar existem, mas elas não estão lá para te perseguir

Manta, águas-vivas, tubarões e pequenas coisas mordentes existem em todos os mares e oceanos do planeta. No entanto, as probabilidades de encontrar uma delas são realmente escassas.

Como todos os medos, quanto mais pensas sobre isso, mais cedo vais entrar num estado de pânico. Lembra-te, se eles puderem evitar magoar-te, assim será.

Recentemente, a minha namorada pisou uma arraia e levou um bom golpe por isso. No entanto, se ela não a tivesse pisado acidentalmente, o animal não se teria desviado em nenhum momento da trajetória. Foi um ato inocente da parte da arraia.

 

A persistência dá sempre frutos

Se queres melhorar, o surf requer uma incrível capacidade de persistência. Isto porque o mar nem sempre oferece as condições ideais para aprender.

Ao contrário de andar de skate, andar de bicicleta ou aprender a conduzir, não podes agarrar a tua prancha e ir sempre que quiseres.

Devido a este aspecto do surf, precisas estar disposto e pronto para remar quando as ondas forem boas. Uma dica para a prática do surf, é que deves sempre terminar o teu dia com uma boa onda.

Às vezes, isso significa que tens que gastar 30 minutos adicionais ou mais, mas pensa em quantas oportunidades a mais terás para aperfeiçoar a tua técnica nesse momento. Sem mencionar a satisfação de apanhar uma boa onda, ou como eu gosto de chamar um brilho pós-surfing.

 

A sensação de apanhar a tua primeira onda vai acompanhar-te para sempre

Ainda me lembro da onda que apanhei pela primeira vez e a minha namorada ainda fala sobre a dela.

Sentimentos de satisfação, triunfo, orgulho e alegria banharão a tua alma e penetrarão tão profundamente na tua psique que a sensação de surfar a tua primeira onda permanecerá contigo para sempre.

A partir desse momento, vais tornar-te um viciado desesperado, constantemente a perseguir as ondas e lendo os relatórios sobre as mesmas quando tiveres um segundo livre.

 

Aprender a surfar pode levar a um crescimento pessoal profundo

Aprender a surfar é humilhante, embaraçoso, doloroso e até assustador.

É mais do que apenas uma oportunidade para posar com um quadro, postá-lo no Instagram e passar as férias. É uma oportunidade para superar os teus medos mais profundos e desafiar-te a ti mesmo para te tornares uma pessoa melhor.

Vais sofrer altos e baixos e muitas vezes vais querer desistir. Mas como disse antes, só precisa da atitude certa para aproveitar este desporto maravilhoso.